Energia Solar no meio rural

 em Energia Solar

O agronegócio é o principal setor da economia brasileira, e está em constante crescimento e modernização, o que exige uma utilização maior de máquinas e equipamentos, consequentemente um consumo maior de energia elétrica.

A energia solar acaba se tornando uma das principais e mais indicadas fontes em setores rurais, por possuir uma área maior e geralmente sem grandes sombras em suas propriedades. Para se ter uma noção, em 2020, o setor rural correspondia a 13,2% da geração de energia por solar no Brasil, com estimativas de investimentos acima de R$ 1,7 bilhão de reais, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

As principais vantagens para investir em solar no setor rural são as seguintes:

  • Maior terreno: Geralmente as instalações dos painéis solares são projetos em telhados de casas ou apartamentos, por serem locais de maior facilidade no meio urbano. Porém, na zona rural não precisa ter esta limitação, já que possui uma área maior de utilização, abrindo mais possibilidades pois permitem instalar as placas no solo, com direção ao norte e assim obtendo maior aproveitamento.
  • Redução dos gastos: O consumo de energia no campo muitas vezes é maior do que em áreas urbanas, quando se leva em conta o consumo e custos que sistemas de irrigação, bombeamento e maquinários têm.
  • Autossuficiência: Para regiões mais afastadas, ter um sistema fotovoltaico é possível adquirir uma autonomia maior em relação ao abastecimento da rede, apesar de depender ainda dela por estar conectado, as placas solares garantem o fornecimento e geração. Quem gera a própria energia através do sistema, também pode reduzir a conta de outras unidades, inscrita no mesmo CNPJ ou CPF, através da compensação de créditos. Então, por exemplo, uma pessoa que possui uma residência rural e outra urbana, pode instalar placas solares no local rural que geralmente é maior, e reduzir a conta de luz tanto na própria residência local quanto para a urbana.
  • Valorização da propriedade: O mercado imobiliário está buscando por empreendimentos com a característica de serem eco-friendly, o que traz mais visibilidade para a sua propriedade diante a sociedade, e consequentemente para mais compradores.

Nos Estados Unidos, imóveis com sistemas solares obtiveram  uma valorização de  4,1% a 6% em média, somente por terem instalados as placas, segundo uma pesquisa realizada pela Zillow.

Financiamento para produtores rurais:

Existem várias linhas de financiamento focadas em sistemas fotovoltaicos em zonas rurais, com a possibilidade de parcelamento em até 120 vezes o valor total, como oferecido pelo BNDES por exemplo.

Algumas linhas do programa são:

  • Pronaf Eco
  • Inovagro
  • BNDES Finame
  • Fundo Clima

Além destas linhas, existe o programa do Banco Agricultor Paranaense, operado com recursos do BRDE e Fomento Paraná, com o objetivos de desenvolver a economia rural do Estado, gerando empregos e inovações.

Portanto, se ainda está em dúvida se vale ou não a pena investir em energia solar em propriedades rurais após ter lido acima sobre as vantagens que existem, então receba mais alguns motivos para investir:

A cada mês a conta de luz tende a subir, por crises hídricas ou de geração, com a instalação de solar, é possível economizar até 95% destes custos na conta, pagando somente o mínimo necessário.

O custo para investir nessa tecnologia está cada vez mais vantajoso. A tendência no futuro é ir diminuindo gradualmente, e estimativas apontam que houve uma redução de até 75% dos preços dos equipamentos nos últimos dez anos.

Essa tendência faz com que fique mais viável investir em energia solar, principalmente para o pequeno e médio proprietário rural com projeções de expandir seu negócio.

Saiba mais entrando em contato, e faça seu orçamento com a gente!!

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Economia de Energia